C

terça-feira, 26 de julho de 2016

SINDSERH-RN realiza ato em Santa Cruz e fortalece movimento grevista

Os funcionários da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares, EBSERH, através dos movimentos sindicais, principalmente do Sindicato Estadual dos Empregados da EBSERH-RN, realizaram um ato dentro da agenda grevista, que segue por tempo indeterminado nos Hospitais Universitários Federais, vinculados a rede, no Rio Grande do Norte. 

 A atual greve foi indicada na plenária nacional dos trabalhadores da EBSERH, que ocorreu no dia 09 de julho, em Brasília, com a coordenação da Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Federal – CONDSEF.  

O movimento paredista protesta por: reajuste salarial de acordo com o IPCA; por reajustes nos benefícios coerentes com o custo de vida real; pela instituição do adicional de titulação, tendo em vista que somos uma empresa de assistência de saúde e educacional; pela revisão prática do PCCS e por melhores condições de trabalho, como a adoção de jornadas de trabalho sem distinções de setores ou categorias; flexibilidade nos exercícios dos plantões; a elaboração de escalas respeitando a carga horária contratual semanal; regulamentação sobre o enfrentamento ao assédio moral nas dependências dos HU’s; edição da norma sobre atividade sindical e da norma sobre a licença para acompanhamento de familiares enfermos. 

 Em Santa Cruz, o movimento focou bastante nas críticas de assédio moral, principalmente nas conversas de negociação. A superintendente Cláudia Rubim parece não ter comparecido na reunião, provavelmente diante da sua intensa agenda de trabalho, mas os representantes que negociaram com o grupo não atenderam as solicitações de maneira satisfatória.

 Os discursos relatavam uma certa intransigência em dialogar com o movimento sindical, o que foi exposto claramente durante todo o ato. 

 Nariz de palhaço, faixas pretas, bandeiras, faixas de protestos, apitos e muito barulho para chamar atenção da sociedade para a situação dos funcionários federais da EBSERH. 

Após a movimentação na Praça Tequinha Farias, os grevistas continuaram com a mobilização até o Santuário de Santa Rita de Cássia.  

A greve segue com sua agenda pelos Hospitais Federais do Rio Grande do Norte, nas unidades Hospital Onofre Lopes, Hospital Ana Bezerra e Maternidade Januário Cicco, que formam a rede ligada à Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

Fonte:http://www.wsantacruz.com.br/

Nenhum comentário: