Pesquisar

odonto

odonto

quarta-feira, 17 de agosto de 2016

Comissão de Finanças: Tomba vai pedir aos deputados que mobilizem mais recursos para a Saúde

O presidente da Comissão de Finanças e Fiscalização (CFF) da Assembleia Legislativa, deputado Tomba Farias, disse hoje, durante audiência pública que contou com a presença da secretária de Saúde do Estado, médica Eulália Alves, que irá mobilizar os demais parlamentares para que direcionem mais recursos para a pasta. A decisão de Tomba Farias é uma consequência da constatação de que a Secretaria de Saúde não dispõe de recursos orçamentários para atender todas as demandas do setor, segundo relatório apresentado pela gestora.
“Tenho certeza que todos os deputados estão dispostos a ajudar a Saúde. É humanamente impossível um paciente ficar esperando numa fila para se submeter a uma cirurgia. No Projeto do Refis que está tramitando nesta Casa vou colocar uma emenda destinando percentual do que for arrecadado para a Saúde, a Segurança e para a seca, disse o deputado Tomba.
Ele se comprometeu ainda em destinar emenda orçamentária para aquisição de aparelhos para exames de Arterografia, que evita as amputações. Atualmente esses exames só são feitos no hospital Onofre Lopes.
Eulália Alves reforçou que “os recursos do Orçamento Geral do Estado estão bem aquém das necessidades da Secretaria”, e disse estar satisfeita pelo deputado ter afirmado que vai lutar por mais recursos para a Saúde.
RELATÓRIO
O parlamentar, no entanto, solicitou que a Secretária encaminhe para a CFF os próximos relatórios com antecedência de 10 dias, para que todos os integrantes da Comissão possam fazer análise e comparações entre um quadrimestre e outro.
Durante a apresentação do relatório, Tomba questionou a diferença dos números registrados em alguns procedimentos das unidades da Secretaria de Saúde. No último quadrimestre de 2015 foram registradas 11.959 ressonâncias e de janeiro a abril deste ano 8.920. As tomografias foram 32.561 e este ano, no mesmo período, 10.750. Já o cateterismo registrou 1.187 no último quadrimestre de 2015 e no primeiro deste ano apenas 210.
“Percebemos distorções nesses números. Por isso a necessidade de se ter esses relatórios com antecedência”, reforçou Farias.
(Fonte: Assessoria de Imprensa/ Tomba Farias Foto: Eduardo Maia).

Nenhum comentário: