Pesquisar

odonto

odonto

quarta-feira, 14 de setembro de 2016

PM aliado de Zé Antonio ameaça estudante de morte

A política de Macau continua em alta temperatura. Aliados políticos do ex-prefeito de Macau, José Antonio Menezes, preocupados com a repercussão negativa da decisão Judicial de impugnar sua candidatura com base na Lei da Ficha Limpa, passaram ao ataque.

Durante a madrugada, jovens da campanha de Zé Antonio saíram às ruas de Macau distribuindo panfletos ilegais com acusações inverídicas contra a candidatura do jornalista Tulio Lemos.

A ação ilegal foi flagrada por correligionários de Tulio, que passaram a gravar a ação criminosa. Em determinado momento, sai de um veículo que dá suporte ao grupo, o policial militar Alan Paulista. De arma em punho, ele ameaça de morte o jovem Denny Thierry Miranda e começa a espancá-lo com pontapés.

Após a ameaça, o PM Alan Paulista apontou a arma para a cabeça de Denny e tomou seu celular, que havia gravado toda a ação. Ainda durante a madrugada, o PM apagou o vídeo do celular do jovem e o ameaçou novamente, antes de entregar o aparelho.

O que Alan não contava é que havia outra pessoa gravando toda a cena, desde o momento em que o PM sai do carro, saca o revólver e espanca Denny.

O caso é grave. Alan Paulista faz parte da linha de frente da campanha de Zé Antonio e Coronel Fernandes e estava ajudando a distribuir panfletos com crime eleitoral e cometeu também vários outros crimes durante o episódio.

O jornalista Tulio Lemos comunicou o fato ao Judiciário e ao Ministério Público, a quem fez representação criminal. Os jovens agredidos prestaram queixa à Polícia e pedem garantias de vida.

Nenhum comentário: