Pesquisar

terça-feira, 20 de dezembro de 2016

Governo monitora contratos e dá encaminhamento a 18 projetos

O Governo do RN, por meio do Gabinete Civil e da Secretaria de Estado do Planejamento e das Finanças, realizou na manhã desta terça-feira (20), na Governadoria, a 2ª Reunião de Análise e Aprendizagem Estratégica para monitorar os contratos de gestão pilotos elaborados no âmbito do projeto Governança Inovadora. Ao todo, a RAE deu encaminhamento a 18 projetos.

Na lista estão o Pro-transporte, Museu da Rampa, Teatro Alberto Maranhão, Biblioteca Câmara Cascudo, Construção e revitalização de 13 praças no Centro Histórico de Natal, Reestruturação da avenida engenheiro Roberto Freire, Esgotamento sanitário de Cerro Corá, Esgotamento sanitário de São Miguel do Gostoso, Terminal Pesqueiro, Centro de Convenções, entre outros. Para todos os projetos monitorados foram definidos responsáveis por ações e prazos.

Os secretários e gestores da SEPLAN, SETUR e SIN prestaram conta sobre o andamento dos projetos prioritários de cada pasta e definiram contramedidas para repactuar metas determinadas na reunião anterior, realizada em agosto. Gestores do DER, CAERN, SETHAS, SAPE e FJA também participaram da RAE prestando esclarecimentos sobre o cronograma de ações ligado às pastas, uma vez que fazem parte da matriz de contribuição de cada projeto destacado.

Essa foi a primeira reunião realizada na plataforma Target, ferramenta virtual de monitoramento instalada na Sala de Situação do Gabinete Civil. A próxima RAE, com representantes das 14 secretarias que assinaram os contratos de gestão em 23 de novembro, está marcada para fevereiro.

A cada quatro meses a RAE contará com a presença do governador Robinson Faria para cobrar o cumprimento das metas pessoalmente de cada gestor.

O secretário da SEPLAN Gustavo Nogueira conduziu a reunião ao lado da chefe da Casa Civil Tatiana Mendes Cunha. Ele apresentou o portal de monitoramento aos secretários e gestores presentes. As metas em destaque vermelho, que apresentavam dificuldade, foram acompanhadas uma a uma por todos. “Não há gerência sem medição. Se você não atesta ou verifica o que está acontecendo, não consegue monitorar. Estamos dando um passo muito importante para consolidar uma nova forma de governar no Rio Grande do Norte”, afirmou Nogueira.

A maioria das dificuldades citadas pelos gestores tem relação com o fato das ações dependerem de mais de uma secretaria para acontecer. Por isso, segundo os secretários das pastas, reunir vários órgãos para o mesmo propósito foi positivo.

O secretário de Estado da Infraestrutura Jáder Torres acredita que a RAE vai proporcionar mais agilidade das ações. “Quando todos os parceiros estão à mesa, a solução é mais rápida. As RAEs são importantes pra mostrar também que nenhuma secretaria consegue realizar isoladamente suas ações, sempre depende de outras pastas. Essas reuniões são importantes também para que os gestores mostrem, e para que todos saibam, aonde estão os entraves”, disse.

A subsecretária de Turismo Solange Portela segue a mesma linha e defende a RAE. “Essas reuniões de monitoramento são muito importantes porque conseguem colocar todos os gestores juntos e mostra que nós assumimos compromissos que também dependem de outros órgãos. A expectativa é de que as ações e metas sejam agilizadas após esses encontros”, comentou.  

Já a secretária Chefe da Casa Civil Tatiana Mendes Cunha chamou a atenção para o compromisso assumido pelos gestores. Segundo ela, todos os secretários passarão a ser avaliados. “Os maiores problemas para qualquer Governo estão ligados à agilidade das ações e de seus projetos. Com esse monitoramento das metas, o gestor vai se sentir obrigado a andar mais rápido e o governante tem a possibilidade de avaliar com maior critério e objetividade o desempenho daquela pessoa a quem ele confiou determinada missão. No final, a sociedade é quem ganha com isso”, afirmou.

Rafael Duarte
Assessoria de Comunicação da SEPLAN-RN
84. 32321939
84  98102.1963

Nenhum comentário: