Pesquisar

odonto

odonto

sexta-feira, 29 de julho de 2016

Sinmed RN debate situação dramática dos médicos da UTI do Hospital Maria Alice Fernandes

Na manhã desta sexta, 29, aconteceu no Sindicato dos Médicos do Rio Grande do Norte (Sinmed RN), reunião com os médicos pediatras intensivistas da Unidade de Terapia Intensiva pediátrica (UTI-pediátrica), do Hospital Maria Alice Fernandes. Na pauta da reunião uma série de problemas referentes a situação dramática em que vive o hospital, entre eles alguns já denunciados pelo Sindicato desde o início de junho deste ano, como a falta de médicos para fechar a escala de plantão.
A solução apresentada ontem, 28, à sociedade em reunião de emergência realizada na Governadoria, foi de que não faltariam profissionais já neste final de semana para completar a escala. Porém, averiguações do Sinmed mostraram que as soluções apresentadas não se efetivariam como noticiado.
A reunião com o Governador Robson Faria não contemplou as principais partes envolvidas. Entidades como o Sinmed RN (que já vem denunciando os problemas e realizando visitas a unidade), a Sociedade Norteriograndense de Terapia Intensiva (SONORTI), a Sociedade de Pediatria do Rio Grande do Norte, e as médicas intesivistas da pediatria da UTI do Maria Alice não foram ouvidas.
Com as escalas incompletas e carga horária já no limite estipulado por lei, as profissionais da pediatria do Hospital se veem com dificuldades para atender a população, principal prejudicada neste caso. Segundo informações dos médicos da Unidade, na escala deste final de semana, entre a noite de sábado (30), e a noite de domingo (31), há uma brecha de 24h na escala de plantão.
Para tentar resolver os problemas de forma a debater uma resolução definitiva, que não prejudique os médicos ou a sociedade, o presidente do Sinmed RN, Geraldo Ferreira, solicitou em ofício enviado ainda nesta sexta-feira, uma reunião de emergência com o governo do Estado.
“Vamos solicitar que haja, de fato, providências tomadas para atração ou contratação de mais profissionais, tendo em vista que o efetivo que se tem hoje já tem sua carga horária máxima possível na sua jornada de trabalho”, declarou Ferreira.
TJRN
O Tribunal de Justiça do RN determinou que o governador Robinson Faria apresente até as 16h de hoje uma escala da equipe médica para a Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) do hospital Maria Alice Fernandes e que contemple os serviços entre o dia 30 de julho e 8 de setembro. Em caso de descumprimento, poderá ser realizado um bloqueio de R$ 2 milhões nas contas do governador e suspensão da propaganda institucional do Governo.
A medida preocupa o sindicato e, de acordo com Geraldo Ferreira, obriga para que todos se empenhem para encontrar uma solução definitiva. “O sindicato se coloca a disposição para ajudar a solucionar o problema”, afirma.
 
Fonte: Sinmed RN
Mais informações com Geraldo Ferreira (presidente do Sinmed RN): 99982-1651

Nenhum comentário: